O falar salva!

Atualizado: 24 de Fev de 2020


Sábia frase da escritora ucraniana Clarice Lispector. E ela tinha razão...Pensar que na época em que ela escreveu, nem existia rede social.


Mais mérito ainda tem a sentença... Porque passar horas no Whatsapp, Instagram, Facebook e afins não significa exatamente “uma boa conversa”, a coisa ainda permanece insossa. Voltemos à frase de Clarice.

Falar salva... No sentido mais amplo da palavra. Falar, desabafar, conversar com alguém em quem confiamos, abrir o coração. Essa é a essência que a escritora cita como redenção. E é verdade.


Além de trazer alívio para o dia a dia, compartilhar com os outros os sentimentos de tristeza, mágoa e raiva evita explosões descontroladas, mostra a clareza dos fatos e reduz os riscos de doenças emocionais e os chamados, males da alma (ansiedade, depressão), esse último benefício para a saúde, é comprovado pela ciência.


Não, não estamos falando de terapia. E sim de alguém que você confia, daquela amiga-irmã, da sua irmã-amiga, que você ama.


Extravasar a angústia e dividir com alguém um fardo pesado, torna-o mais leve; ao verbalizar, nós conseguimos visualizar a situação por outro ângulo, o da observação apenas, deixando de lado “a emoção”, o que pode ser essencial para evitar um mal entendido – pois fica mais fácil agir com a cabeça, que na maioria das vezes é mais comedida que o coração.


Em outras palavras, ao falar nós conseguimos racionalizar o sentimento, trazendo à razão os fatos, e assim diminuímos o risco de sermos injustos, maledicentes ou pseudovítimas.


Freud defendia o método da livre associação das palavras e imagens, que chamou de “talking cure”, a cura pela palavra. Desabafar nos ajuda a enxergar uma situação que pode nos aprisionar.


Falar dos sentimentos de tristeza, raiva e dor não é necessariamente algo ruim, entender esses sentimentos nos ajuda a decodificar como e porque nos sentimos “assim” em relação aos outros.

É necessário ter em mente que dividir as angústias com os outros é saudável, melhora a autoestima, ameniza a parcela de culpa que se tem sobre os fatos, facilita a análise da situação e favorece o autocontrole.


Uma linha de psicólogos defende a teoria de que ao conduzir a vida dessa forma, sem guardar tudo para si, se desenvolve um equilíbrio, uma relação saudável consigo mesma, a pessoa se responsabiliza por seus atos e sentimentos, tende a ser mais assertiva, direta e justa, e assim evita conflitos. Outra vantagem: a pessoa assertiva consegue ser mais grata pelas coisas que possui e tem mais facilidade para elogiar e receber elogios.



E se você quer descobrir como aliviar dores, fazer tratamentos para os mais diversos problemas, ter muito mais saúde e qualidade de vida, tudo isso de forma natural, conheça as Terapias Holísticas. Encontre um terapeuta aqui no nosso Guia de Serviços.





⠀⠀

⠀⠀⠀

#portalsaudeholisticabrasil #equilibrioemocional #facelift #sudorese #reiki #homeopatia #gratidao #yoga #terapia #meditação #profissaoterapeuta #comoserterapeuta